Ao comprar um storage NAS, preço não é o mais importante!

Ao comprar um storage NAS, preço não é o mais importante!

O preço é bom, mas o equipamento funciona?

O preço é bom, mas o storage atende as necessidades da empresa? Bom preço é sempre um grande atrativo, porém adquirir um storage NAS nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente com a grande variedade de produtos disponíveis. Diversas marcas e modelos de servidores de rede inundam o mercado e alguns até apresentam preços interessantes, porém métricas objetivas como:

  • Capacidade
  • Velocidade de processamento
  • Possibilidade de expansão
  • Número de portas LAN
  • Softwares agregados

Recursos como esses adicionam valor ao produto e devem ser considerados antes de comprar um novo sistema de armazenamento. Outras métricas subjetivas como atendimento pré-vendas, segurança no atendimento, reputação do fornecedor e do produto ofertado abrem um leque quase infinito de possibilidades a serem consideradas. Sabendo que um dia sem o sistema de informações da empresa funcionando pode ser um desastre e a perda de dados importantes é uma catástrofe sem precedentes, o equilíbrio entre preço x recursos é de suma importância para a tomada de decisão.

Como simplificar o processo decisório e comprar o storage certo?

O primeiro passo para obter a melhor negociação ao adquirir um servidor NAS é ter em mãos algumas informações importantes:

  • Qual a capacidade em TB necessária para o crescimento dessa base de dados no curto e médio prazo?
  • Informações processadas por segundo. Quantos IOPS (inputs/outputs per second) são necessários para o projeto?
  • Quais serão as tarefas desempenhadas pelo novo servidor de rede e quais as expectativas de aquisição?
  • Quantos pontos de falha existirão no produto?
  • Qual é o nível de redundância de hardware e software necessária para o servidor NAS no projeto em questão?
  • Os recursos humanos são adequados ao projeto?
  • Como funciona a consultoria Pré e Pós-Vendas, os serviços e as empresas/profissionais envolvidos?

O valor de um storage NAS pode ser mensurado pelos eventuais problemas apresentados no decorrer de sua vida útil, pois são equipamentos fundamentais para o armazenamento e compartilhamento de informações. Esses servidores são cruciais para o cotidiano de qualquer empresa ou consumidor, pois neles são depositadas desde informações como faturamento, contabilidade e projetos corporativos até arquivos pessoais como lembranças e arquivos de áudio e multimídia.

Como simplificar o processo decisório e comprar o storage certo

A regra básica sobre armazenamento diz que quanto mais terabytes necessários, maior será o preço. A boa noticia é que quanto maior a capacidade do equipamento, menor será o custo por terabyte armazenado.

Alguns aspectos importantes: alguns grandes fabricantes entregam soluções baseadas em discos proprietários, causando dependência na hora de expandir ou dar manutenção ao sistema. Essa estratégia consiste em entregar o storage pelo menor preço possível e ganhar nas expansões, manutenção e spare parts.

Outra dica importante é que storages compostos por memórias SSD são mais caros que sistemas baseados em discos rígidos. Servidores NAS corporativos podem ter dezenas de HDs e SSDs trabalhando em conjunto no mesmo sistema, gerando vibração e calor 24 horas por dia.

A vantagem ao adquirir equipamentos baseados em SSD (solid state disk) é a maior performance e robustez do sistema, uma vez que SSDs são módulos de memória. Por não possuírem partes móveis como os hard disks, as memórias SSD são menos propensas a problemas, pois suportam melhor a vibração causada pelos equipamentos instalados no rack como fontes, ventiladores e o conjunto de discos.

Capacidade e preço andam juntos

Arranjos, memórias SSD e hard disks

Arranjos de discos (RAID – redundant array of inexpensive disks) são necessários para o gerenciamento de qualquer storage. Os preços de servidores preparados para esses arranjos diminuiu muito e tornaram-se uma ferramenta de grande valia para proteção e performance do sistema. Um exemplo são os novos network attached storages Qnap, que permitem criação de pools de discos e memórias SSD no mesmo equipamento. Isso significa ter a possibilidade de criar dois arranjos de 8TB num storage de 16TB, um composto de memórias SSD para aplicações que exigem alta performance e outro para maior capacidade de armazenamento utilizando-se de hard disks comuns.

Alguns sistemas de armazenamento profissionais possuem recursos como o tiering, que mantém parte dos dados disponíveis em memórias SSD, “deslocando” as informações mais acessadas para os componentes mais rápidos (discos SAS ou SSDs). Com isso, storages de custos até alguns anos impensáveis (para pequenas e médias empresas) já podem ser adquiridos por um preço razoável, entregando a performance de equipamentos corporativos em storages entry-level.

Arranjos, memórias SSD e Hard Disks

Preço e performance dos discos rígidos

Os storages de menor preço usualmente não possuem recursos como o tiering, por isso o conjunto de discos rígidos e memórias SSD sempre entregarão a performance do componente de menor velocidade que compõe o pool de drives. Isso significa que ao dimensionar um projeto, o administrador de rede tem que definir qual tipo de disco será usado (SATA ou SAS) e qual será a velocidade do conjunto. Os preços de discos rígidos estão associados ao uso e a velocidade, por isso lembre-se que discos apropriados para storages prolongarão a vida útil do equipamento e evitarão surpresas durante a utilização.

A novidade nesse assunto é que mesmo servidores NAS Qnap mais acessíveis permitem associar um ou mais módulos SSD como cache dos hard disks instalados, proporcionando IOPS de fazer inveja a pequenos datacenters. Esses servidores de rede de última geração também permitem instalação de HDs de tecnologia SAS, mais rápidos e confiáveis que os discos SATA.

O tipo de tecnologia do disco também impacta diretamente no preço do storage, onde discos mais velozes como o SSD mandam o custo total por terabyte do sistema para as alturas. Discos escolhidos adequadamente podem significar uma redução de pelo menos 30% no preço final do equipamento. Para aplicações como backup, archiving ou cold storage é possível montar soluções com discos de menor custo e performance semelhante.

Preço e Performance dos discos rígidos

IOPS, informações processadas por segundo

Para os iniciantes, vale lembrar que nem sempre o maior processador ou recursos de hardware entregam a maior velocidade. Testes realizados em servidores NAS de diversos fabricantes mostram que a integração equilibrada entre hardware e software entregam processamento e redundância superior a equipamentos montados para esse fim.

O sistema operacional de um servidor de rede é tão ou mais importante que seu hardware, pois é o responsável pela intermediação dos dados com a rede local. Atualmente uma série de softwares para comparação de performance estão disponíveis, fornecendo informações como performance em IOPS e throughput (taxas de transferência dos dados).

Diego Garcia
Nenhum comentário

Postar um Comentário

Comentário
Nome
Email
Site

Conversar
MDF Technology
Olá, você pode falar diretamente comigo aqui no WhatsApp. Qualquer dúvida, eu e uma equipe de especialistas estaremos prontos para lhe atender.
Powered by