Com os orçamentos de TI cada vez mais apertados, a maioria das empresas mantém seus servidores locais funcionando por muitos anos, inclusive correndo riscos de interrupção dos serviços.

Nessa hora, muitas empresas pensam em substituir alguns componentes no servidor de aplicação, que nem sempre é suficiente para manter a rede local funcionando com o desempenho desejado.

De qualquer forma, seja para manter os aplicativos funcionando ou para reaproveitar o hardware do servidor para uma nova função, sempre será possível atualizar o servidor usado ou comprar um equipamento novo.

É vantagem atualizar o servidor local da empresa?

Nem sempre nossos servidores suportam a instalação de novos aplicativos, principalmente aqueles mais exigentes em processamento e capacidade de memória.

Nesses casos, responder a pergunta se é melhor atualizar um servidor usado ou comprar um equipamento novo quase nunca é um problema simples de resolver.

A arquitetura de microprocessador tick / tock da Intel e a padronização dos soquetes nas placas-mãe permitiram que várias gerações de servidores suportassem atualizações de processador sem que fosse necessário substituir o equipamento todo.

As memórias, apesar de ter seus preços sempre oscilando, ainda são relativamente baratas e permitem que servidores que começaram com apenas 16 GB ou 64 GB sejam expandidos para capacidades maiores.

Os hard drives de maior capacidade que estão disponíveis hoje permitem o crescimento do armazenamento sem grandes esforços. Então, quais são os prós e os contras de atualizar servidores antigos em vez de comprar novos?

O upgrade de servidor

Fazer upgrade de um servidor pode ser um bom negócio. Mas, apesar de parecer uma boa escolha, essa atualização nem sempre é uma boa decisão para os negócios.

Um servidor novo deve ser depreciado dentro de um período de três anos, porém não é raro empresas que utilizam o mesmo equipamento por períodos maiores.

Quando a aplicação não exige atualizações de sistema operacional e temos pequenos gargalos de processamento ocasionados por maior utilização do sistema, um pequeno upgrade faz todo o sentido.

Mas upgrades possuem vantagens e desvantagens, que precisam ser analisadas com o lápis na mão.

Vantagens de fazer a atualização de servidor

– Ganho de algum aumento de desempenho e / ou capacidade de armazenamento, obtida com um investimento adicional menor;

– Implementação de performance adicional instantânea, com pouca interrupção do data center;

– Economia nas compras de novas licenças de sistema operacionais, softwares e contratação de serviços exigidas por um servidor novo.

Desvantagens de atualizar servidores

– Atualizar um sistema também significa manter processadores, memórias e discos já estressados, ainda por mais tempo em funcionamento;

– Componentes para atualização de hardware sempre são mais caros quando comprados individualmente;

– Os aplicativos proprietários responsáveis pelo funcionamento do hardware exigem renovação do contrato de suporte, que custam caro e nem sempre estão disponíveis;

– Maior consumo de energia quando comparado com os novos servidores e storages de última geração;

– Menor capacidade de memória mapeável do que as gerações de servidores atuais;

– Atualizar alguns componentes do sistema pode trazer incompatibilidades ou queda de performance em controladoras de array (HBA), adaptadores de rede, hard drives SAS e barramentos de slots PCIe mais antigos;

– Desempenho menor do sistema, quando comparado com servidores que a geração atual forneceria;

– Custos crescentes dos contratos de manutenção para manter o hardware funcionando;