Virtualização é um recurso que permite simular vários sistemas, plataformas de hardware, dispositivo de rede ou armazenamento aumentando a flexibilidade no ambiente de TI.

Assim sendo, em um sistema operacional por exemplo, a virtualização permite que uma parte do hardware, execute várias telas do SO ao mesmo tempo.

Atualmente essa tecnologia vem sendo utilizada por várias empresas que buscam gerenciar o fluxo de trabalho, além de reduzir custos com a estabilidade de servidores.

Principais usos da Virtualização

Recurso dedicado a Armazenamento

É o conjunto físico de vários equipamentos de armazenamento de rede em apenas um dispositivo de armazenamento, gerenciado por um console central.

Recurso dedicado a Dados

Consiste em unificar todos os dados de várias fontes em camada única, para que programas, ferramentas de relatórios, aplicativos e usuários, possam acessar as informações sem precisar de detalhes sobre a origem e estruturas.

Recurso dedicado a Servidores

Aqui também a Virtualização mascara recursos do servidor, número de identidade, dos servidores individuais físicos, processadores e sistema operacional.

Essa técnica executa um ou mais servidores virtuais sobre um servidor físico, permite maior densidade de utilização de recursos.

Recurso dedicado a Desktops

É a Virtualização da carga de trabalho, ao invés dos servidores. Isso permite que o usuário acesse a área de trabalho remotamente usando um thin client.

O desktop é basicamente executado em um servidor de data center, o acesso fica mais seguro e portátil.

Recurso dedicado a Aplicativos

Nesse tipo de virtualização, um aplicativo é extraído da sua compatibilidade original, podendo ser executado em outros sistemas. Dessa forma, um aplicativo voltado para Windows, poderá ser executado em Linux e vice-versa.

Benefícios da Virtualização

Segurança

Com a Virtualização, diversos servidores internos são hospedados em seu próprio sistema operacional.  Trazendo benefícios como a redução de riscos de ataques para roubo de dados etc.

E também possui uma recuperação mais rápida em caso de problemas intencionais ou acidentais, já que os recursos da Virtualização não são hospedados internamente e sim com camadas mais fortes de proteção.

Flexibilidade

Então, a Virtualização visa ajudar a agilizar os processos de TI, não é preciso fazer mudanças na infraestrutura de TI.

Isso facilita na hora de implementar o sistema.

Redução de Custos

Como não há mudança na infraestrutura de TI, não há grandes gastos. Como também não é preciso comprar novos equipamentos, logo há redução de custo com energia e maquinários.

Aumento da produtividade

Tanto a equipe de TI quanto os usuários comuns vão do mesmo modo ter a capacidade produtiva desenvolvida.

Também há a possibilidade da equipe utilizar recursos remotamente, sem a necessidade de estar em ambiente interno, desde que estejam conectadas à internet.

Testes

Então, as Maquinas Virtuais podem ser utilizadas para diversos testes como atualizações de sistemas operacionais, atualizações ou modificações de sistemas de produção como ERP e CRM.

 

E aí, a sua empresa já usa o processo de Virtualização?

Deixe nos comentários.