Instalar um novo sistema de monitoramento CFTV na empresa não significa conseguir imediatamente acessar imagens de seu ambiente via celular.

Para que isso aconteça é necessário que o sistema possua esse recurso e que alguns requisitos técnicos sejam definidos durante a instalação.

Qual é o sistema de CFTV instalado na empresa?

Antes de acessar as câmeras de segurança de um sistema de monitoramento via celular é necessário verificar se o sistema CFTV possui esse recurso.

Sistemas analógicos que usam antigos DVRs nem sempre possuem permitem esse tipo de acesso, por isso antes de ir adiante com a empreitada, verifique se sua empresa possui um DVR ou NVR que sejam compatíveis com essa tecnologia.

Os DVRs geralmente utilizam câmeras mais baratas, cabo coaxial e nem sempre permitem que celulares acessem as imagens gravadas.

Além disso, as câmeras analógicas não convertem imagens em dados em tempo real, por isso alguns DVRs mais antigos não possuem recursos de processamento capazes de atender as requisições de celulares.

Embora as câmeras analógicas sejam mais baratas e tenham melhorado a qualidade de imagens com o passar do tempo, essas soluções de vigilância analógica estão gradualmente perdendo espaço para as câmeras de segurança IP.

As câmeras IP oferecem muitas vantagens em relação aos gravadores DVR, como a utilização da mesma infraestrutura que a rede local, facilidade de instalação, configuração e a visualização remota de imagens por dispositivos móveis.

O monitoramento à distância via celular

O acesso remoto à câmera de segurança via celular é essencial, principalmente quando você é acordado no meio na noite por um disparo do sistema de alarme ou quando estiver viajando e precisar acessar imagens da empresa diretamente do seu smartphone, notebook ou tablet.

Além disso, câmeras estrategicamente instaladas permitem supervisionar remotamente ambientes críticos aos negócios, sejam eles os sistemas de caixa de uma loja, departamentos estratégicos e áreas públicas dentro da empresa.

Para acessar câmeras de monitoramento via celular é preciso que seu DVR ou NVR possua esse recurso e esteja conectado a uma linha de internet. Além disso, a maioria dos sistemas de monitoramento possuem softwares próprios que devem ser instalados no celular para acessar o sistema.

 

Em sistemas analógicos como um gravador DVR, as câmeras de segurança capturam as imagens analógicas (em frames) e enviam esse material para o gravador, geralmente via cabo coaxial.

Chegando nos DVRs, essas imagens são convertidas para dados de computador e são armazenadas no hard disk do sistema.

Como alguns sistemas analógicos possuem uma boa velocidade de processamento, dispositivos externos como celulares e computadores podem receber o resultado gravado quase em tempo real, com um atraso imperceptível para quem não está no local.

Já sistemas de monitoramento digitais baseados em câmeras Ip não tem esse intermediário analógico. Cada câmera Ip captura e converte as imagens instantaneamente, enviando somente um fluxo de dados para ser gravado no NVR.

Assim, como receber dados já é uma aplicação nativa do celular, a comunicação entre NVRs, câmeras e celulares acontece de forma mais natural.

A maioria das soluções de vídeo-vigilância baseada em Ip pode fornecer imagens geradas diretamente de cada câmera ou do gravador NVR, sem problemas da conversão analógico-digital, pelo software da solução ou diretamente de uma das câmeras IPs, desde que corretamente configurados para esse fim.

 

fonte: https://www.controle.net/faq/como-monitorar-cameras-de-seguranca-da-empresa-pelo-celular