“Vírus de computador” é um termo abrangente que inclui muitos tipos diferentes de vírus, mecanismos de entrega e impactos. Ao definir exatamente como os vírus de computador funcionam, podemos dividi-los em duas categorias diferentes: aqueles que começam a infectar e se replicar assim que entrar no computador e os que ficam inativos, esperando que você os ative (ou seja, aguardando que você sem querer execute seu código).

Os vírus têm quatro fases (inspiradas na classificação dos biólogos do ciclo de vida de um vírus real).

  • Fase dormente: É quando o vírus permanece oculto no seu sistema, aguardando.
  • Fase de propagação: Agora é hora do vírus se tornar viral. Ele se replica, escondendo cópias de si mesmo em arquivos, programas ou outras partes do seu disco. Os clones podem ser levemente alterados na tentativa de evitar a detecção e também se autorreplicam e criam mais clones que continuam se copiando e assim por diante.
  • Fase de ativação: Geralmente, é necessária uma ação específica para acionar ou ativar o vírus. Pode ser uma ação do usuário, como clicar em um ícone ou abrir um aplicativo. Alguns outros vírus são programados para ganhar vida após certo período de tempo, como após a reinicialização do computador dez vezes (isso é feito para ofuscar a origem do vírus).
  • Fase de execução: A “diversão” começa. O vírus libera sua carga, o código malicioso que prejudica seu dispositivo.

    Como os vírus de computador se espalham?

    Os vírus de computador podem se espalhar pela internet por meio de vários mecanismos de infecção. Os vírus podem entrar no seu computador por:E-mails:

  •  O método favorito dos cibercriminosos, os e-mails podem conter anexos prejudiciais (na forma de arquivos executáveis como .EXE ou .ZIP), links maliciosos ou até mesmo o corpo da mensagem pode trazer uma infecção por meio de HTML.
  • Downloads: Os cibercriminosos podem ocultar vírus em aplicativos, documentos enviados por serviços de compartilhamento de arquivos, plug-ins e vários outros modos de disponibilização dos arquivos para download.
  • Serviços de mensagens: Os vírus podem se espalhar por SMS ou serviços de mensagens, como Facebook Messenger, WhatsApp e Instagram. Como nos e-mails, eles também vêm na forma de links maliciosos, anexos ou arquivos executáveis.
  • Software antigo: Se você não atualizou seus aplicativos ou sistema operacional há um tempo, você certamente tem vulnerabilidades que os cibercriminosos podem explorar para passar os vírus.
  • Malvertising: Os vírus podem ser ocultados em anúncios online, como banners. A malvertising é muito perigoso porque os criminosos podem ocultar seu código malicioso mesmo em sites legítimos e confiáveis, como provam as infecções do New York Times e da BBC.

Fonte: https://www.avast.com/pt-br/c-computer-virus