Após entrar na fase de execução e liberar a carga, um vírus de computador inicia seu ataque e você começa a sentir impactos negativos no seu dispositivo. Como os vírus sequestram o código e os recursos do seu sistema para se replicar, você também pode observar problemas durante esta fase. Observe os seguintes efeitos:

  • Desempenho muito lento
  • Arquivos ausentes ou corrompidos
  • Pop-ups desnecessários
  • Rotação constante do seu disco rígido
  • Programas ou o sistema operacional congelando e/ou travando
  • Acontecimentos inexplicáveis, como aplicativos que abrem por conta própria ou novos arquivos que aparecem aleatoriamente

    Além de causar esses problemas de desempenho, os vírus também podem roubar dados pessoais confidenciais, como nomes de usuário, senhas e dados de cartão de crédito. Alguns vírus podem enviar spam a todos os seus contatos e tentar passar o vírus para eles, que é outra maneira de espalhamento.

    Todos os dispositivos podem pegar vírus?

    Para responder a essa pergunta, precisamos volta à diferença entre vírus e malware: lembre-se de que um vírus é apenas um tipo de malware. Existem muitas outras infecções de computador que podem danificar seu dispositivo, roubar seus dados e causar danos irreparáveis.

    Todos os dispositivos, incluindo MacsiOS e Android, podem pegar malware. Na verdade, qualquer dispositivo que acessa a internet pode receber malware, até mesmo dispositivos inteligentes como cafeteiras!

    Não importa se for ransomware, spyware ou cavalo de Tróia, é preciso proteger todos os seus dispositivos das variedades de malware bem nocivas.

    Tipos de vírus de computador

    Mesmo se estivermos falando estritamente sobre vírus (em oposição a outras formas de malware que não se replicam), ainda existem muitos tipos diferentes de vírus de computador.

    Aqui estão alguns exemplos de vírus de computador que circulam pela internet atualmente:

    • Vírus de ação direta: Esse é o tipo mais comum de vírus e o mais fácil de criar. Eles entram no computador, causam o caos (geralmente anexando-se a muitos arquivos .COM ou .EXE) e depois se excluem. O famoso vírus Viena procurava arquivos .COM para infectá-los e/ou destruí-los. Embora tenha sido o primeiro vírus a ser derrotado por um programa antivírus em 1987, a correção não estava disponível nos regimes comunistas. Em 1988, o fundador da Avast, Pavel Baudis, também derrotou o vírus e ofereceu a solução às pessoas que não tiveram acesso à primeira correção.
    • Vírus de setor de inicialização: Como o nome sugere, esses vírus se infiltram no setor de inicialização (responsável por carregar o sistema operacional do computador na inicialização) para infectar sua memória imediatamente. Esses tipos de vírus eram tradicionalmente disseminados por hardware, como disquetes, unidades USB e CDs. À medida que essas mídias se tornaram obsoletas, esse tipo de vírus também começaram a desaparecer, embora o vírus Stoner de 2014 tenha resistido. Ele exibia mensagens de apoio à legalização da maconha na tela.
    • Vírus residente: Outro tipo de vírus que infecta a memória, ele se instala na sua RAM (memória de curto prazo). Como reside na RAM, o vírus persiste mesmo se você remover o arquivo infectante original. Um exemplo notável foi o vírus Magistr, que se espalha enviando spam para sua lista de contatos inteira. Ele também exclui muitos arquivos, destrói a memória na placa-mãe do seu computador e até exibe mensagens rudes.
    • Vírus multipartite: Esses vírus são muito desagradáveis, por ter maior poder, pois infectam seus arquivos e o espaço de inicialização. Eles são muito difíceis de eliminar porque podem ocultar suas partes em arquivos ou no espaço de inicialização. O vírus Invader é um exemplo. Ele começava a sobrescrever seu disco rígido assim que você pressionava CTRL+ALT+DEL para tentar se livrar dele.
    • Vírus polimórficos: Outro tipo difícil, os vírus polimórficos se escondem mudando de forma. À medida que se replicam, criam clones que são ligeiramente diferentes, o que também os ajuda a evitar a detecção. Um exemplo é o vírus VirLock, que muda de forma e incorpora um pouco de ransomware. Ele bloqueia seus arquivos e exige que você pague para liberá-los.
    • Vírus de macro: Esses vírus ficam escondidos em arquivos de documentos do Word, como .DOC ou .DOCX. Ao baixar o arquivo, será solicitada a ativação dos macros. Se isso for feito, você acionará o vírus. Macros infectados também foram usados em ransomwares, como na variedade Locky, direcionada às instituições de saúde, que criptografava arquivos e exigia pagamento para descriptografá-los.

    Como evitar as ameaças mais recentes de vírus de computador

    Em qualquer tipo de malware, a prevenção é o melhor remédio. Você pode evitar as ameaças mais recentes de vírus de computador com bons hábitos de navegação. Veja alguns truques:

    • Desconfie na medida certa: Tome cuidado com ofertas especiais, links ou anexos que você não esperava em e-mails e outras mensagens.
    • Use uma versão original: Não tente piratear mídias, como músicas ou filmes, de plataformas de compartilhamento de arquivos. Você nunca sabe o que pode vir junto com um arquivo dessas fontes não verificadas.
    • Tenha cuidado, mesmo em lojas estabelecidas: Embora a Google Play Store e a Apple App Store monitorem a segurança de seus aplicativos, ocasionalmente alguns malwares escapam e conseguem infectar algumas pessoas antes de serem removidos. Antes de baixar, verifique se o aplicativo é seguro.
    • Cuidado com anúncios e pop-ups: Publicidade maligna pode inserir vírus ou outro código mal intencionado nos anúncios. Portanto, é melhor evitar clicar em qualquer tipo de anúncio online. Se você tiver interesse em um produto, acesse o site da empresa diretamente.
    • Instale atualizações: Os únicos pop-ups que você não deve ignorar são as notificações sobre atualizações do seu sistema operacional ou de outros programas. Essas atualizações geralmente incluem patches de segurança que removem vulnerabilidades, por isso, é importante aplicá-las imediatamente.
    • Adicione mais uma camada de proteção: Não importa se você tem muita experiência online. Às vezes, os vírus podem passar despercebidos. Melhore suas defesas com um antivírus robusto, que funcionará como uma rede de segurança que captura os vírus antes que eles se aproximem do seu sistema.                                                                                                                                                                                                                                       Fonte: https://www.avast.com/pt-br/c-computer-virus