Você já pensou como seria ótimo se a sua empresa pudesse se concentrar somente no essencial, nas atividades-fim do negócio, e entregar as tarefas operacionais de tecnologia para profissionais especializados?

É o que propõe o outsourcing de TI. Neste post, falaremos mais sobre o conceito, as principais modalidades e as diversas vantagens na adoção desse modelo de negócio. Ele gera otimização da infraestrutura tecnológica e aumento de produtividade. Boa leitura!

 

O que é o outsourcing de TI?

Trata-se do ato de utilizar prestadores externos de serviços para entregar um gerenciamento de TI de qualidade.

O conceito está diretamente associado à prática de terceirizar serviços e tarefas operacionais da empresa, garantindo que os colaboradores internos possam se concentrar nas atividades-fim do negócio.

 

Quais são os principais tipos?

Existem três tipos de outsourcing de TI. Apresentaremos cada um deles e suas principais características.

Offshore Outsourcing

Nesse modelo, as atividades são migradas para outro país, como Rússia e China, destinos muito procurados por quem adota essa modalidade. A principal razão é o custo mais baixo para profissionais capacitados nesses países. O problema principal reside nas falhas de comunicação, principalmente em nações cujo idioma é muito diferente do português ou mesmo do inglês.

Onshore Outsourcing

O Onshore Outsourcing é a terceirização dos serviços de TI de um negócio para uma empresa externa, sediada na mesma cidade ou no mesmo país. É o modelo mais comum que encontramos no Brasil, principalmente para as pequenas empresas. Com essa modalidade, é possível entregar as tarefas operacionais a profissionais altamente especializados e eliminar atividades triviais.

Nearshore Outsourcing

Por último, o Nearshore Outsourcing é uma modalidade de terceirização de serviços praticada entre nações vizinhas ou regiões próximas. O fato de que elas compartilham uma língua ou tenham fusos horários semelhantes, por exemplo, também torna essa opção bastante atraente.

Intercâmbios de serviços entre países como a Argentina e o Uruguai ou até mesmo os Estados e o Canadá são exemplos de como essa cooperação pode ocorrer de forma tranquila e ágil.

 

Quais são as vantagens de adotá-lo?

Agora, conheceremos alguns dos principais benefícios da adoção desse sistema por parte da sua empresa.

Serviços sob demanda

Com a contratação de parceiros com credibilidade, a empresa passa a entender e controlar melhor os seus gastos com TI. Isso porque esses colaboradores externos estabelecerão, em contrato, tudo o que é oferecido e os respectivos valores.

Dessa forma, é possível contratar serviços sob demanda, de acordo com a necessidade do negócio. Isso não ocorre em empresas que não terceirizam o serviço e podem sofrer com gastos inesperados com o suporte para a sua infraestrutura.

Foco no cliente

A empresa parceira se concentra totalmente nas necessidades da contratante. Assim, os serviços fornecidos levam em consideração as demandas, preferências e objetivos do negócio.

Investimento com alto retorno

Uma equipe interna de TI é útil, mas vamos imaginar a seguinte situação: um problema ocorre na infraestrutura tecnológica e os colaboradores não sabem como lidar com ele. Em vez de custear treinamentos (que também demandam tempo), a melhor opção é entregar a solução para consultores externos, que trabalharão de forma ágil para solucionar aquela deficiência, reduzindo os custos totais.

Isso porque esses profissionais têm um conhecimento técnico elevado, já que estão sempre estudando sobre tecnologia. Os gestores podem utilizar o capital economizado para realizar outras melhorias na empresa.

Aumento de produtividade

Com prestadores terceirizados de serviço de TI realizando as tarefas operacionais, a empresa ganha tempo e eficiência. Isso se explica pelo fato de que essas atividades serão repassadas a profissionais com amplo conhecimento de causa, que se dedicarão a otimizar todos os procedimentos.

Como pudemos ver no post, o outsourcing de TI é a solução para empresas que não querem mais perder tempo e desempenho ao deslocar profissionais internos para resolver pendências operacionais. Ele está ao alcance de qualquer empresa, independentemente do seu porte.

E aí, o que achou do post? Para ler mais sobre o assunto, aproveite para conferir o nosso post sobre terceirização de TI!